img-08

Este exercício veio a meu conhecimento através da leitura dos livros do mestre iogue Swami Vivekananda, o monge errante que escreveu vários grandes livros, mas infelizmente nem todos são traduzidos para o português.

Swami Vivekananda falava que nossa mente (Chitta, como denominado em Sânscrito) é como um lago de águas claras. Para que a luz possa penetrar com mais facilidade nas águas deste lago, é preciso que estas águas estejam calmas. No caso da nossa mente (Chitta) o conceito é o mesmo, para que nossa conexão com o Universo seja clara, é preciso livrar nossa mente de perturbações (Vrittis, em Sânscrito).

É muito comum nas primeiras tentativas de meditação, mesmo enquanto tentamos nos concentrar em uma imagem ou pensamento em específico, nossa mente nos desviar para longe, o que só com o tempo e paciência conseguimos, conforme já disse o mestre Krishna no Bhagavad Gita, quando o príncipe Arjuna questionou ao mestre, sobre caso similar:

Sempre que a mente agitada e inquieta se por a vagar dispersa, para cá e para lá, o yogi deve convidá-la, gentilmente porém com firmeza, para que volte a contemplar o reflexo do Espírito

— Mestre Krishna (Bhagavad Gita [6.26]){Tradução de Rafael Arrais}

Abaixo segue um exercício baseado nos escritos de Swami Vivekananda:

Exercício do Gaveteiro dos Pensamentos

Se coloque na sua posição favorita de meditação (DICA: Evite ter a cabeça abaixada ou encostada em algum lugar, isso ajuda a evitar cair no sono).

Perceba que os pensamentos correm na sua mente como se fosse um cinema 3D em uma tela, algumas pessoas percebem essa tela como tendo 360 graus.

Perceba-se como um espectador deste show.

Agora você terá o objetivo de ver esta tela em branco ou alguma outra tonalidade leve de luz que te acalme, evite cores escuras, pense em cores leves e brilhantes.

Para fazer isso, imagine que em algum canto fora do seu foco principal da tela, surge um gaveteiro.

A partir de agora, a cada novo pensamento que surgir na sua tela mental, tente engavetá-lo, instruindo a este pensamento que agora não é a hora dele.

Se o mesmo pensamento voltar, tente engavetá-lo de novo. Como mencionou nosso mestre Krishna, isso não deve ser uma coisa forçada, porém deve demonstrar firmeza.

Pratique isto até que nenhum ou apenas poucos pensamentos lhe incomodem durante a sua meditação.


Equipe Consciência Na Luz

Nota sobre o exercício: É claro que muito poucos, se é que alguém de nós, consegue zerar a cabeça de pensamentos de forma fácil, mas posso assegurar que minha prática deste exercício ajudou muito na minha concentração, não só na hora da meditação, mas também na hora do trabalho.

Se isso der certo para você da primeira vez parabéns! Se não, não desanime! A meditação, como quase todas as coisas na vida se aperfeiçoa com constante prática e insistência!

Que o Senhor Krishna ilumine todos os seus esforços!

Hare Krishna! Hare Rama! Ohm Tat Sat!

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s