É um desafio para nós compreendermos os Orixás. Não digo no sentido do que eles fazem, pois tanto em sentimento quanto em pesquisas que devem fazer parte de nossas tarefas como espíritos encarnados por aqui, desvendamos que eles nos guiam, nos acompanham e nutrem nossa espiritualidade para que saibamos nosso caminho e que percebamos os sinais quando nos desviamos dele.

Digo sim, no sentido de o porquê deles tanto ocuparem-se conosco, seres arrogantes, mentirosos e orgulhosos, que somente sabemos pedir sem ao menos nos lembrarmos de agradecer aos recebermos aquilo que tanto desejamos, mas sempre prontos a criticar e a cobrar nossos guias e orixás ao menor traço de sentirmos o gosto amargo da derrota ou da angústia de termos nosso ego quebrado.

A resposta na verdade é simples, sem no entanto deixar de ser grandiosa, o Amor. Estes maravilhosos trabalhadores da Luz conseguem ver além da casca que nós mesmos moldamos ao redor de nossa Luz e conseguem alcançar além de nossa aura escurecida e de nossos chacras bloqueados por sentimentos densos!

Eles somente veem a centelha divina do eterno que brilha como joia dentro de nosso chacras cardíacos, a mesma que há muito é louvada no mantra OHM MANI PADME HUM, que literalmente quer dizer “Salve a joia no Lótus!”. Sabem de nossa irmandade aos olhos do UM, assim como nossa unicidade e desempenham seu árduo trabalho com Amor e Dedicação, cumprindo com prazer a missão que lhes foi passado pelo Alto!

Salve a todos os Orixás! Salve as Sete linhas de Umbanda!

Saravá!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s