Olá!

Bem vindo de volta! Se é a sua primeira vez por aqui, espero que goste do que veja e que de alguma forma este conteúdo possa te ajudar!

Como você pode observar pelos posts aqui do blog, eu não tenho uma linha religiosa exclusiva, pois tenho em mim que todas elas são caminhos diferentes para o mesmo objetivo e em vários momentos, estas linhas ou se cruzam ou caminham lado a lado! Logo para mim não importa de qual destas linhas me vem a inspiração, sendo da Luz, para mim é o suficiente.

Durante esta semana, enquanto estava me preparando para receber pessoas em casa, me sentei para uma meditação, pulsando luz no centro da testa e no alto da cabeça utilizando a força da imaginação e concentração para tal, enquanto ao fundo coloquei para tocar a música “As quatro estações: Inverno” (Concerto N.4 em F menor, de Antonio Vivaldi, tocado por Accentus, do Álbum Transcriptions 2, link Spotify).

Aconteceu que durante esta meditação, me veio uma visão linda na linha cristã, que eu gostaria de compartilhar com vocês, de forma que eu acredito que isso pode ser um exercício de visualização:

Relato

Enquanto ainda pulsava luz no centro da testa e no alto da cabeça, percebi uma entidade atrás de mim. Não precisei me virar pois neste momento conseguia ver tudo á minha volta. A entidade era uma criatura de luz a qual eu não conseguia ver em detalhes, somente a luz que emanava dela e seu contorno, sendo que ela parecia um anjo com vestes longas e dando a impressão de asas recolhidas nas costas.

Esta entidade pareceu me segurar pela parte traseira da minha cabeça e me levou para o alto, muito rápido, até que cheguei a um lugar que emanava muita Luz, quase me cegava.

Por toda a volta, milhares de seres parecidos com aquele que me levou, ao fundo a Luz emanada por eles refratava, formando um céu multicolorido como um enorme arco-íris, em uma espécie de por ou nascer do sol com muito mais cores do que estamos acostumados a presenciar. Ao centro, onde deveria estar o Sol, estava um trono de luz branca em um estilo que lembrava construções gregas e sentado nele uma entidade a qual eu não pude ser o seu rosto e muito pouco o seu próprio contorno, já que sua Luz se somava à do trono, numa grande fonte de Luz.

Eu fiquei por um tempo admirando fantástico espetáculo e logo me ajoelhei frente a maravilhosa visão. Um calor imenso e bom tomou conta do meu corpo e uma voz ao fundo me dizia para relatar esta experiência, para que outras pessoas que é certo também tiveram esta visão, saibam que elas não estão sozinhas e esta é apenas mais uma das milhares de formas que o alto tem de nos mostrar sua presença, num lindo presente de inesquecível espetáculo.


Equipe Consciência Na Luz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s